Our Love Story

9 nov

Hoje, 09 de novembro de 2015, completo 1 ano desde que casei com o Mário…o homem dos sonhos de Deus para mim, que supera qualquer pessoa que eu já tenha sonhado ou imaginado casar!

10959727_10202869995625664_4388815703080111788_n10947186_10202870017666215_8868365318354544885_n1653566_10202870039546762_714533686696528888_n1450153_10202870054267130_3285594704294415908_n 1016838_10202870045546912_4375228940502439642_n

E para comemorar, aqui vai a nossa história resumida que eu escrevi e reescrevi na semana que antecedeu nosso casamento!

Mário & Nicole

Nos conhecemos no culto de adolescentes da Igreja Nova Aliança no ano de 2005, mas foi somente no final do mês deoutubro, neste mesmo ano que eu o reparei! Estávamos em um retiro, jogando futebol de casal, eu com um amigo e ele com outra menina, quando o piá começou a me girar forte a ponto de eu cair. Eu estava me divertindo apesar da brincadeira bruta.

No dia estava chovendo bastante e futebol mesmo ninguém estava jogando. Foi em uma dessas giradas que o Mario olha para o menino e diz:
– Pia, não faca isso. Machuca!
– Mas ela faz comigo também!
– Ta, mas ela é menina!
Foi ali! +- às 16h da tarde que o ganhou minha atenção.
O resto daquele acampamento se resumiu a vestir-se de maneira que ele notasse (calça jeans, moletom de surf e reff) e a dançar raigen! É, ele me tirou pra dançar e falou que não tinha problema eu não saber, afinal ele poderia me ensinar!

Dia 01 de junho de 2006, Mario e eu nos encontramos no Colégio Estadual do Paraná, com hora marcada pois, segundo ele, precisávamos conversar. Andamos ate a Rui Barbosa e lá, debaixo de uma arvore, ele se declara. Diz gostar de mim, me admirar e estar disposto a conversar com meus pais. Amei ouvir tudo o que ele tinha pra dizer e respondi que meu sentimento por ele tambémnão era apenas de amizade, tinha algo a mais mas que não poderia namorar agora. No mês de janeiro de 2006 eu fiz um compromisso com Deus com o objetivo de esperar o homem que Ele tinha pra mim e só iria namorar a partir dos 17 anos. Contei pra ele essa historia e como eu iria completar 15 anos em agosto daquele ano, isso significaria 2 anos, 2 meses e duas semanas de espera! Ele, sem questionar, disse que esperaria sem problema. E foi o que ele fez! Foi um tempo lindo de parceria, amizade, cumplicidade e surpresas.

O tempo passou e começamos a namorar. Finalmente o dia que tanto esperávamos chegou! Lembro-me de fazer contagem regressiva e marcar os dias na carteira da escola (que feio). Todos estavam ansiosos conosco pelo grande dia e se alegraram conosco quando ele chegou. Como imaginado, um dia depois do meu aniversário, fui pedida em namoro.

No dia 16/08/2008, Mário me colocou dentro de um carro que meu pai dirigia, juntamente com minha mãe, vendou meus olhos e me levou até a rodoviária. Entramos no ônibus e o destino escolhido foi: GUARATUBA/PR. A ida até lá foi gostoso, mas a minha ansiedade do momento fez com que eu não conseguisse pensar nada além de: VOU NAMORAR!!!! E BEIJAR PELA PRIMEIRA VEZ 😀
Almoçamos juntos, camarãozinho delicioso! Depois de algumas horas enrolando, ele me levou para uma pedra, no final da praia. Estava frio. Lá ele se declarou, falou o que gostava em mim equão fácil tinha sido esperar, tendo em vista que o prêmio seria EU! (Certeza que ele falou isso só pra me agradar ;D). Depois de algumas coisas bonitinhas, ele me pediu em namoro e eu disse que sim! Recebi dois ‘selinhos’ e um abraço super apertado e delicioso. Estávamos MUITO felizes.

Nesta época o Mário estava jogando bola e alguns dos seus destinos foram o Rio Grande do Sul e o Canadá. As datas exatas são difíceis de lembrar. Só sei que iríamos completar 1 ano de namoro quando ele estava há 6 meses no exterior. As coisas não deram certo por lá e ele voltou. As coisas não deram certo pra gente também e na metade do mês de outubro/2009 nós terminamos.

Praticamente não nos vimos por 2 anos e meio. Cada um tomou seu rumo, nos afastamos completamente até que no mês de Maio/2014, o Mário recebeu um convite para sair comigo e com outro casal de amigos. Ninguém falou nada mas todos sabiam que seria no mínimo estranho. Ele não pode no dia mas no sábado seguinte ele foi ao culto de jovens. Lembro-me de vê-lo com o canto dos olhos. Moletom cinza, bermuda (como sempre), tatuagem, bota, forte, careca. LINDO. Estranho rever seu ex-namorado depois de tanto tempo.

Lembro que logo após o culto nós saímos com alguns amigos e na ida, dentro do carro, as meninas me questionaram: E aí, Ni?? E eu só soube dizer: “Ele continua lindo”. Conversamos um pouco naquele dia mas nada aconteceu. Nem uma semana depois, na meia noite do dia 01/06/2012 eu recebo uma mensagem escrita “01/06/12”. Pra quem prestou atenção no começo da história, dia 01/06 foi o dia da grande declaração, quando tudo começou. Uma data que significava TANTO pra gente… Aí tinha!

Voltamos a namorar e muita coisa tinha mudado. Não estávamos acostumados com o Novo Mário e a Nova Nicole. Nossa insegurança e minha inconstância não permitiram que ficássemos juntos por muito tempo. Terminamos. Voltamos. Terminamos.

4 meses sem se falar. Do dia 08/10/2013 até 04/02/2014. 4 LONGOS MESES. Casamentos que não fomos juntos, natal e ano novo que não celebramos, início de faculdade, novos trabalhos e viagens. 4 meses.. Nos quais aconteceram muita coisa. Tempo perfeito que Deus aproveitou para curar nossos corações. Nos ensinou que ele existe sim, que ouve nossas orações, se importa com nossos sonhos e desejos. Mostrou que viajar é bom mas com quem amamos é muito melhor. Que não há nada melhor do que buscar a vontade de Deus SEMPRE. Que para orações específicas, Ele responde específico sim! Que ele sempre supre nossas necessidades. Sempre nos surpreende.

No dia 1º de fevereiro de 2014, no ano do nosso casamento, eu acordei simplesmente NÃO AGUENTANDO MAIS. Não aguentando ver o Mário e tratá-lo como meu amigo. Não aguentando a dúvida se ele era o homem que Deus tinha sonhado pra mim. Não aguentando mais ficar longe… E foi aí que eu orei! E Deus respondeu! Foi bem clara a resposta! Momento único!… ERA APENAS UMA QUESTÃO DE TEMPO.
“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.”
Eclesiastes 3:1

Após a confirmação de Deus que era o Mário! De que ele seria meu futuro marido e não seria nenhum outo homem. Algo mudou em mim. Ao meu redor aparentemente havia apenas mulheres! Estranho falar isso, mas era exatamente esta sensação que eu tinha. Nenhum cara mais era opção, nenhum mais! Era o Mário e pronto. Continuei orando sobre isso e entre tantas idas e vindas, o momento certo iria chegar. Pedi pra deus que o Mário viesse falar comigo e que nesse momento teria certeza que era o tempo certo. Nós não nos falávamos fazia 4 meses então eu estava esperando a ligação ou mensagem dele em um ano, ou mais! Mas Deus, mais uma vez foi sensacional! 4 dias de espera apenas! Na terça, dia 04/02/2014 o Mário me manda uma mensagem: “Preciso te mostrar uma coisa”. Na hora o coração foi até a boca e voltou. Era chegada a hora! Era ELE!!!! Conversamos e marcamos de sair no dia seguinte. As 21h ele passa de carro lá em casa e vai em direção ao Champagnat. Ele me mostra o prédio em que trabalha, muito bonito por sinal, e quando eu vejo estamos no estacionamento do prédio. Naquele mesmo dia ele me disse que aquela nossa saída não era um “encontro” e sim “dois amigos saindo”! AHAM! Fingi que acreditei. Acabou que o meu “apenas amigo” me levou pra dentro do elevador e vendou meus olhos. Quando vi, estava sentindo um vento nos braços, após ter subido diversos degraus. De repente ele começa:
– Desde a primeira vez que subi aqui eu pensei que eu tinha que te trazer aqui! Espero que goste.

O menino me tira a venda e na minha frente está o parque Barigui! Todo iluminado! Lindo! Maravilhoso! A cidade toda de cima daquele prédio estava linda. Todas as ruas super iluminadas e o parque agregava ainda mais valor. Me emocionei de tão bonita que a vista era. Pra completar aquele momento de “amigos”, o Mário me tira um Kinder Bueno (meu chocolate preferido) do bolso. Coisa linda minha!

Conversamos por um bom tempo, ele me deixou em casa e a partir daquele dia a gente voltou a se falar com mais frequência. Em secreto eu guardava cartas que havia escrito no tempo que estávamos separados e um dinheirinho que estava economizando para o nosso casamento. Estava esperando o momento certo de falar.

Enfim, TUDO MUDOU. No dia 16/02/14 eu contei tudo o que estava sentindo! Meus sonhos, planos, todas as mudanças que Deus tinha feito em mim e as que eu via nele também. Só alegria e amor pra compartilhar. Deus fez serviço completo, nos curou e transformou em todas as áreas que precisávamos. Muita coisa ainda tem pra mudar e Ele há de completar a boa obra, tenho certeza.

Voltamos a namorar e os preparativos para o casamento já começaram. Ele tem cuidado de CADA detalhe, cada um dos nossos sonhos, tudo tem dado tão certo e não vemos a hora de chegar o grande dia. Mais uma data para adicionar à nossa lista de preferidas: 09 de Novembro de 2014. O dia do NOSSO CASAMENTO.

GLÓRIAS A ELE, O ÚNICO DEUS. CRIADOR DE TODAS AS COISAS.
PAI DE AMOR…. Que nos ama demais.

Obs. Mais detalhes somente ao vivo tomando um bom café. – Ni.

Anúncios

1 ano de Brasil… já!

24 abr

Caraca, 300 anos que não posto aqui!!! Já tinha esquecido do meu amado blog… até que recebi uma msg no face de um menino que está inscrevendo agora pra ser au pair e fuçando na net descobriu meu blog. Além dele, hoje mesmo recebi um email de outra leitora cheia de dúvidas sobre o programa 😀 sempre bom falar sobre a minha experiência! Meu ano de Au Pair foi uma delícia e relembrar os detalhes é sempre bom!

No dia 15 de fevereiro fez exatamente um ano que voltei dos EUA 😀 voltei pra minha família, amigos e realidade! Falarei mais sobre isso com mais tempo…. MUITA coisa aconteceu! Como tenho que ir trabalhar agora, deixarei apenas uma foto e uma frase que publiquei no face nesta mesma data, falando sobre a saudade INSANA de TUDO relacionado aos EUA!

FRIENDS

Que saudade.. saudade da Hillsong NYC, da minha American family, dos amigos, das viagens, dos trens, das conversas, dos lugares, dos cafés, do clima e dos cheiros… de cada detalhe presente no meu ano de intercâmbio! Hoje faz exatamente um ano que voltei e me peguei assistindo vários vídeos cheios de memórias boas! … bateu uma saudade que chegou a doer!

Gosh… I miss the NYC Hillsong, my American family, friends, trips, the trains, the talks, the places, the cafés, the weather and the smells…. I miss every single thing in my exchange year! I came back to Brazil exactly one year ago and today I watched some videos full of good memories! … i miss everything and it kind of hurts!

“Por enquanto…”

12 jun

12 de junho, 10:45 da manha, e eu acabei de desligar uma ligacao no skype com uma amiga – sabe uma daquelas BEM especiais?? Eu a conheci durante o meu ano de Au Pair. Convivemos apenas por 3 meses juntas, enquanto estava na minha terceira familia, mas nos aproximamos pra caramba.

Falar com ela me trouxe varias e diferentes sensações e pensamentos:

PRIMEIRO: Eu a amo muito e continuo cheia de saudades dela! Dela e de todos que conheci durante o meu ano ‘auperiano’. Foi uma delicia de ano e, sem dúvida, as amizades e experiências que carrego no coração até hoje – que NINGUEM entende ou vai entender – fizeram TUDO valer a pena e acrescentaram muito à minha vida.

SEGUNDO: Eu to bem! 😀 Finalmente, após 4 meses de volta ao Brasil, quando falei sobre o fato de estar em casa, os comentários foram todos BONS! Claro que morro de saudade dos EUA e de tudo que está relacionado a isso, mas se eu tivesse que escolher agora ‘ser au pair novamente HOJE, ou não…’, eu diria: NÃO. Estou feliz na minha casa, com a minha família e amigos! Muito contente com meu trabalho e com o resto ao meu redor! Começarei a estudar em breve e também estou com outros planos para o futuro..!! Problemas a gente sempre tem e decepções tambem, mas NADA como estar em CASA para lidar com tudo isso.

Sinceramente, eu não achava que este dia ia chegar tão cedo! Não achava mesmo!
Por 2 ou até 3 meses, desde que cheguei no Brasil, meus pensamentos eram: “QUERO VOLTAR!”, “QUERO SAIR DAQUI!”, “AQUI NÃO É O MEU LUGAR!”… Procurei diferentes meios para voltar pros EUA, ou até mesmo outras formas de intercambio para ir para outros países! Inclusive me incrivi em um site e até falei com uma família!! Isso tudo… não fazia 1 mes que estava de volta à pátria amada..!
Mas… PASSOU! E agora eu sei que meu lugar é AQUI, pelo menos por enquanto..!!

“pelo menos por enquanto…”

Quase 3 meses de Brasil…

14 maio

Quase 3 meses já passaram desde meu último post neste blog, desde meu último Caramel Macchiato em um (dos milhares que existem) Starbucks delicioso, do meu útimo passeio encasada nas ruas encantadoras de NYC… é, o tempo voa!

Voltar é muito bom! Na real, VOLTAR é MARAVILHOSO… o fato de ter pessoas – familiares & bons amigos – nos esperando, é indescritível! Pisar nos aeroporto da sua cidade natal, após um ano loge de tudo e de todos, e reencontrar aqueles tão queridos… caramba… mesmo agora, enquanto escrevo, parece que o coração quer pular pra fora! Que alegria que não cabe no peito!

Os cheiros, os abraços, as vozes… continuam os mesmos! Na verdade, tudo está um pouquinho mais evidente/chamativo! Acredito que damos mais atenção às coisas, que antes passavam despercebidas! As placas nas ruas, sim.. em PORTUGUÊS!! Tudo encanta e, ao mesmo tempo, assusta.

Você é a novidade do momento! Todos querem te ver e pelo menos perguntar “como é que foi?”. As respostas – por não saber se a pessoa está perguntando dos LUGARES, COMIDAS ou PESSOAS que você conheceu – não passa de “FOI MARAVILHOSO”. Alguns amigos – bem raros – são especias… e REALMENTE querem saber das suas histórias, de todos os detalhes, pontos positivos e negativos dos lugares conhecidos, as pessoas mais encantadoras que cruzaram o seu caminho e o por quê de quase tudo. 

É muito bom compartilhar aquilo que é tão especial pra gente… dá pra juntar TANTA história em um ano! Há tanto para se contar! Lembro que enquanto estava nos EUA, achava que, quando eu voltasse para o Brasil, o mundo ia parar para ouvir as minhas histórias e ver as centenas de fotos que tirei… DOCE ILUSÃO! Quase ninguém quer ouvir, muito menos ver foto de gente desconhecida!

Ainda na semana de “princesa”, muitas pessoas querem te agradar, sei lá o por quê.. acho que pra compensar o tempo que passou. Presentinho, beijinho, surpresas, etc… é BOM 😀 

…mas passa!

Os dias de “princesa” dão para contar nos dedos das mãos. Quando você menos espera, você é NORMAL. Igual a toooodo mundo. Você fala a mesma língua que o resto do povo, você tem que limpar as suas coisas, as brigas de antes voltam a acontecer, as mesmas reclamações, os mesmo lugares, as mesmas pessoas… Além disso, é hora de fazer algo para “SER ALGUÉM NA VIDA!” Ir atrás de emprego, começar, ou continuar, faculdade, etc. Não é 100% legal…

Mas… diferente do que está parecendo, eu estou FELIZ 😀 Não há NADAAAA que se compare ao fato de estar em casa! Sentir-se amada e a vontade 24h é MA-RA-VI-LHO-SO e realmente não tem preço!!! Nada como família por perto, poder sair com amigos de verdade e sentir-se confortável pois as pessoas falando a mesma língua que você e o fato de ter lugares conhecidos ao seu redor.

É bom voltar! Difícil!… mas, BOM!

Não sei se é assim pra todo mundo… mas, foi assim que aconteceu comigo! Depois que passou as semanas de princesa e a ficha começou a cair de que eu estava de volta no Brasil (+- 3 semanas depois que voltei), bateu uma saudade danaaaaada dos EUA! Não só dos EUA como país, em função das tecnologias, segurança, etc… mas da vida que levava lá! Saudade da independência, das minhas amizades com gurias do mundo inteiro dos cafezinhos no final dos dias… saudade DOIDA da minha host family (da segunda família, claro!) – NOSSA, QUE SAUDADE DELES! Saudade de andar de trem, metro.. saudade das árvores, dos cheiros, dos lugares, da rotina… aff, TUDO faz falta. 

Mas… é aquela coisa. O ser humano é uma desgraça! A gente nunca está 100% satisfeito com o que temos e aonde estamos. Enquanto eu era Au Pair, reclamava o muuundo de saudade e do saco que era morar numa casa que não era a minha. Agora, que tenho esse dois pontos críticos resolvidos, acho mais coisa pra reclamar.  Sorry..! Não quero parecer reclamona – mais do que sou – muito menos assustar as meninas que estão voltando para o Brasil, ou que ainda nem chegaram nos EUA!… Como tudo na vida, há o lado positivo e negativo das coisas… Mas, algo eu posso afirmar SEM DÚVIDA: HÁ MUITO MAIS LADOS POSITIVOS, DO QUE NEGATIVOS!

VALEU MUITO A PENA passar um ano nos Estados Unidos como au pair!!!!… Se pudesse, faria TUDO NOVAMENTE… Sem pensar duas vezes!!!!

…levarei para sempre esta experiência no coração e super recomendo 😀

Last day in NYC

21 fev

Quarta, 15/02/2012 – 13h42 – Starbucks (COLUMBUS CIRCLE )

Quase impossivel segurar as lagrimas nesses ultimos minutos que estive sentava nessa cadeira do Starbucks, olhando para o centro do Columbus Circle, com o Central Park de plano de fundo!

A algeria de estar indo pra casa existe e eh grande. Meu peito, coração e braços doem de tanta saudade e necessidade do abraço daqueles que esperam por mim no Brasil. Hoje sera uma longa noite, mas amanha, aaaa…o AMANHÃ guarda boas surpresas pra mim!

Como eu disse, pensar em “IR PRA CASA” me deixa feliz… Mas, no momento, o que mais tem ocupado os meus pensamentos eh o fato de “IR EMBORA DOS EUA” e, tirando o fato de que a comida daqui eh super gorda, eu não tenho outro motivo para ficar feliz por sair daqui! Eu amei esse país, a organização e segurança daqui, o respeito das pessoas, as pessoas, o clima, a lingua, as pessoas (novamente  pois este foi o mais importante), os cafés, bares, parques, ruas, e tantaaas outras coisas!!… sentirei TANTA falta de CADA UMA dessas coisas! MUITA FALTA.. de cada uma delas!

Faltam quase 4h para o meu vôo e a esperança de rever mais alguém que eu amo aqui neste país jah foi embora (talvez em outro dia, outro ano, outra idade…)… mas o ultimo abraço e beijo já aconteceram.

Agora, tudo está na lembrança… e vai ficar lá pra sempre!

É tudo “passado” mas eu sei que continuará fazendo parte do meu “presente” pois momentos especias trarão sorrisos ao meu rosto (assim como estão trazendo agora)! Além disso, tudo o que aconteceu, todos que conheci, influenciram e continuam influenciando a minha vida… Acredito sim que tudo no meu passado é o que influenciou para que eu seja a Nicole de hoje.

Tristeza por deixá-los para trás.
Alegria por voltar.
Gratidão a Deus por ter tido um ano MARAVILHOSO!

É possível…

1 fev

3 coisas que aprendi durante este ano que são possíveis:

 

1) É possivel morar com a gente não gosta!

Trabalhar com quem a gente não gosta é normal, afinal são poucas as pessoas que tem o privilegio de trabalhar só com gente bacana! Ainda mais raro é ter um chefe gente boa e poder dizer que o ama!
Mas…morar com pessoas que a gente não ama, dividir o mesmo teto com alguem que vc nao faz questão de conversar e o seu chefe ser  a primeira pessoa que vc vê no começo do seu dia… é bem diferente, e ruim!
No dia 15 de fevereiro faria 3 meses que stou aqui nesse casa, e pra mim parece muiiito mais tempo! Ultimamente, o clima tem piorado nessa casa, e sair daqui tem sido o meu maior desejo!!! (graças a Deus, só mais 3 diasssss…)
Enfim..! Uma  coisa eu aprendi aqui: é possivel sobreviver!!! 🙂 Todos somos muito mais adaptaveis do que imaginamos, e se determinada situação pede de vc um ‘sorriso’, ou um ‘por favor’, mesmo quando você quer xingar o mundo… Meu, vc SORRI e falar POR FAVOR sim… simplesmente pq você tem que fazer isso!
Não sei o pq mas eu tinha o sentimento de que eu só conseguiria morar em um lugar onde eu me sentisse bem… Agora, por esperiência própria, eu sei que isso não é verdade!! Eu consigo sobreviver SIM em uma casa onde eu não me sinto nadaaaa bem!!
OBS: ‘SOBREVIVER’ É DIFERENTE DE ‘VIVER FELIZ’..!
2) É possivel namorar a distância!

Quando eu vim pra ca, eu tinha quase 10 meses de namoro. Quando o meu namorado chegou aqui, jah tinham se passado quase 11 meses… Ou seja, por um momento na minha vida, eu cheguei a namorar mais tempo a distancia, do que de pertinho!
Cara, nao posso dizer que foi fácil… Foi qualquer coisa, menos facil!!! Mas o fato de eu ter adicionado na minha historia 1 ano nos Estados Unidos – e tudo o resto que vem junto con essa experiencia incrivel – fez valer muito a pena cada minuto de dor e tristeza – principalmente em função da SAUDADE..! E digo mais… PASSOU!!! Aquela agonia toda que me incomodou por tanto tempo… é passado! E meu, eh tãoooo bom estar juntinho novamente! 😀 Tão bom!!!!…
No meu relacionamento, algumas coisas mudaram e, até aonde eu descobri, só mudaram pra melhor 😀
Meninas… vale a pena  SIM ficar longe do amado, por um tempo determinado, em troca de um ano ÚNICO, de uma experiência só sua… de mais ninguém! Vale a pena pelas histórias e aprendizado que você terá aqui… e vale a pena também pois faz muito bem pro relacionamento (caso vocês superem essa barra… e se não superar também, é pq não é esse o homem que Deus tem pra você, certo??) 😀

3) É possível estar longe de todos os seus conhecido, e não sentir-se sozinha!


Não importa aonde vc vai nesse mundão, sempre há alguém! Sempre hé alguém pra conversar, pra passar tempo, pra conhecer e aprender alguma coisa..! Sou da opinião de que sempre há o que aprender com as pessoas, basta estar com o coração aberto pra isso!
Durante este ano, senti muiiiita falta dos meus amigos/irmãos do Brasil, mas cara… eu conheci tanta gente massa nesse lugar, gente com que eu me diverti tanto, aprendi tanto e compartilhei tanta coisa boa… Que não posso reclamar que estive sozinha durante este ano! Tive conversas que eu nunca quero esquecer e aprendi a amar determinadas pessoas de um jeito que aaaaaaaah.. da até um aperto no coração só de pensar que terei que me despedir delas!…
Outra coisa que aprendi com relação a ‘companhia’ é: DEUS É A NOSSA ÚNICA COMPANHIA 24h..!!! Não importa aonde, não importa a sua aparência ou quão quebrado o seu coração está, Ele SEMPRE está por perto… e falar com ele deve sempre ser a nossa primeira escolha..!

Having a good time :)

23 jan

Desde que meu namorado chegou aqui nos EUA… tudo mudou! 😀 tudo mudou pra melhor!

Em primeiro lugar, te-lo por perto fez com que a saudade (relacionada com a minha familia e amigos do Brasil) desse uma amenizada. Acredito que ele me faz sentir ‘em casa’, por isso estou com coração bem mais leve e feliz.

Além disso, meus finais de semana tem sido os melhores da história. Claro que os fds sempre são os melhores dias da semana, simplesmente pq eu não tenho que trabalhar. Mas o fato de ter o meu menino do meu ladinho, pra passar o dia em New Yor City… é simplesmente maravilhoso. NYC já é fantástica por si só, imaginem como que é ter ‘NYC + MinhaCompanhiaFavorita’ juntos!! 😀

Infelizmente não posso ver o Dani durante a semana pois ele tem que estudar e eu tenho que trabalhar. Mas eu não posso reclamar disso não… Tenho aproveitado a semana para curtir as minhas amiguinhas aqui da região! Estou com o dias contados pra ir embora e quero aproveitar o máximo que der de cada um aqui. No total, ficarei apenas 3 meses em Scarsdale/NY mas, independente do tempo ter sido curto, fiz algumas amizades aqui que eu quero levar pro resto da vida comigo!

…dói o coração pensar nisso!

Não acredito que está quase na hora de eu voltar pro Brasil!!… PASSOU MUITO RÁPIDO!

NATAL MÁGICO

4 jan

Mesmo não estando com a minha família no Brasil, curtindo o verão e comendo um peru do bom… tive um natal MARAVILHOSO! Fui para a casa da minha antiga host family (aqueles que eu amo de paixão =D) na quinta feira e o clima do natal já começou a tomar conta de mim. Diferente da casa onde eu moro (pois meus hosts são judeus), a casa estava super lindinha decorada para o natal! Vários papais noel do lado de fora da casa, arvorezinha de natal toda iluminada na sala de estar, varias luzes, velas, decorações, etc.. tudo estava LINDO! Debaixo da árvore já haviam alguns presentes e a casa já estava com cheiro de COMIDA BOA! =D Meu coração se encheu de alegria só de CHEGAR lá.. me sinto completamente em casa, amada e bem vinda com esta familia! Como se já não bastasse a alegria de estar “em casa”, meuS pequenos me echeram de beijo e abraço, tive várias conversas boas com meus amados e eternos host parents, aproveitei que estava pertinho e sai com algumas amigas bem especiais, tive várias conversas boas com elas tambem… e QUASE coloquei um piercing… hahaha foi QUASE pq achei muito caro! No Brasil eu faço =D   Como a minha familia de Campbell Hall é +- latina, a janta apavorou demais no dia 24!! A familia toda se reuniu na minha casa, comemos que nem uns cavalos, e depois a parentada trocou presentes!! Lá pelas 11 da noite, a casa se aquietou! Todos foram embora e as kids foram direto pra casa pq não viam a hora que o PAPAI NOEL viesse deixar os presentes embaixo da árvore. Assim que as kids foram dormir, meus hosts terminaram de empacotar os presentes e eu os ajudei a organiza-los ao redor da árvore!! Meu, nunca vi tanto presente junto na minha vida..!! Absurdo, serio!!! Enfim..! Meia noite e tudo estava no seu devido lugar!! Mal coloquei a cabeça no travesseiro e.. advinha??! Os 4 pirralhos acordaram e correram lah pra baixo para abrir os presentes!! Me bateram na minha porta ateh que eu saisse para ver o que eles tinham ganhado!!… Passamos uma hora e meia abrindo os presentes e pirando com as kids!! Papai noel deixou coisinhas pra mim tbm =D 2h da matina voltei pra cama… e as 6h eu jah tava de peh!!.. INSONIA??  NAOOOO!!! Meu namorado LINDOOOOOOOO estava a caminho de NYC e eu nao podia me atrasar! Todos estavam dormindo quando eu sai de casa! Gracas a Deus cheguei a tempo no aeroporto e estava PRONTA… PRONTA pra encontrar o meu lindo novamente, após 11 meses longe!! PRONTA, PRONTA.. eu nao tava neh?! hahaha nervosismo e ansiedade a flor da pele, soh queria ir no banheiro e mais nada! hahaha Ainda bem que encontrei um casal que falava português e me distraí um pouco.. – se nao, teria morrido =P 11h30 da manhã, do dia 25 de dezembro de 2011 =D o meu menino sai de uma sala do aeroporto, passando por uns seguranças, olhando as placas pra saber aonde ir! Cara de perdido.. até o momento que ele me viu! Eu abri um sorriso meio bobo e a cara dele de ALÍVIO foi… cara, foi a alegria do meu dia! Daí pra frente eu nem sei dizer direito o que aconteceu! Tava muito boba na hora pra poder contar exatamente o que eu fiz ou deixei de fazer! Só sei que tudo que eu tinha pensado, planejado.. morreu!! E eu morri junto… morri e acordei nos braços do meu lindo!!… BOM DEMAIIIIIIIIIS! Eu e meu namorado voltamos juntos de trem para Campbell Hall. Chegamos lá e a Lauren – minha host mom – foi nos buscar na estação. Juntos, os 3, fomos pra casa da irma do meu host para jantar!! Como uma boa familia latina, eles estavam nos esperando com um baita sorriso, baita abraço, muito barulho e comida!

Comemoramos o Natal duas vezes..! Agradecemos todos juntos pelo nascimento de Jesus e por podermos estar reunidos em FAMÍLIA!!

 

… MUITO BOM =D

 

Tenho que compartilhar com vocês um vídeo que meu host dad gravou na sexta, dia 23! Eu falei pros meus meninos que queria muito poder destruir algo com um taco de baseball.. e advinha???!! Eles contruiram uma parada.. só pra eu poder destruir.. GOSTOSOS!! =D da uma olhadinha:

 

Próxima parada..?

4 jan

Demorei pra decidir se iria estender meu ano como au pair, ou se iria voltar pra casa com 1 ano de intercâmbio nas costas, pois foi bem dificil achar dentro de mim o que EU QUERIA! Falei com várias pessoas durante este ultimo mês, mas infelizmente ninguém realmente podia me ajudar a decidir o que era melhor pra mim (nao pra minha host family, nao pra minha familia no Brasil… PRA MIM).

Tipo de decisão que era entre EU e DEUS… mais ninguem!

Após muito orar, muito pensar, fazer listinhas comparando os lados positivos e negativos entre ficar aqui ou voltar pro Brasil, chorar, pensar e orar mais um pouco…decidi que queria voltar pro Brasil!! Estava em paz, feliz da vida.. DECIDIDA! Acordei no dia 16 de dezembro, com aquele sentimento: “É hoje que eu falo com a minha host mom”! Chamei a bicha pra conversar e… advinha??!! Antes mesmo que eu conseguisse criar coragem pra contar da minha decisao, ela falou algo do tipo:
“Nicole, nós realmente queremos que você fique conosco e por isso eu tenho algumas propostas para fazer pra você! O que você acha de estender apenas por 6 meses e dai, como as crianças irão para um acampamento de verão, eu lhe dou julho como férias e daí você poderia voltar para o brasil no final de junho. Além disso, nós pagaríamos qualquer curso que você desejar, inclusive curso nível universitário, e acrescentaríamos $50 no seu salário semanal!!”

 O queee??.. pois eh, cara bem de perdidade e feliz que eu fiz! Eu estava toda decidida a voltar pra casa e a mulher me vem com uma dessas!!!

Como vocês podem imaginar, lá se foi mais uma semana de pensamentos, orações, dores de barriga, agonias, choros, conversas, etc!

No dia 21 de dezembro, a minha host family ia viajar e só voltaria no dia 24!! Meu, eu TINHA que decidir isso antes do NATAL… não queria passar o natal com toda essa pressão na cabeça, além disso, não podia esperar mais pois a minha agência teria que receber todos os meus papéis e documentos até dia primeiro de janeiro… senão eu me ferrava toda 😛

Antes de a minha host mom ter me feito essa proposta, eu não conseguia pensar em nenhum motivo bom o suficiente que me desse vontade de ficar aqui nos EUA por mais tempo! Mas depois que ela falou tudo isso, orei e decidi que ficaria aqui caso eu achasse um curso bacana e estudasse algo que realmente pudesse me ajudar na minha carreira no Brasil, ou até mesmo na minha vida pessoal.

Depois de ter procurado MUITO, eu achei o que eu queria! Era um curso de “comércio internacional relacionado com administração”. O curso de 6 meses sairia por $2100, o que é muita grana!! A minha host family não tem obrigação nenhuma de pagar tudo isso pra mim, mas como eles são cheios da grana e falaram que pagariam QUALQUER COISA, INCLUSIVE CURSO DE NIVEL UNIVERSITARIO… eu achei que eles poderiam topar a ideia!

No dia 20 a minha host me chama e fala que conversou com a minha coordenadora local e que ela só poderia pagar pra mim $250 (que é o que a agencia pede)!!.. Na hora que ela falou isso, um sentimento forte ja entrou na minha cabeça e no meu coração: “É hora de ir pra casa”!
Passei o resto do dia procurando uns cursos mais baratos, mas nada tinha valor aproximado a $250, e os que tinham eram todos de ESL (English as a second language — Ingles como segunda lingua) e eu já tinha feito esse curso 2 vezes!

Na manhã seguinte, em uma quarta feira, dia 21 de dezembro, +- 10 horas da manha (sim.. eu lembro todos os detalhes =P ), eu chamei a minha host mom e falei: “Rebecca, eu realmente tentei achar algum curso mais barato, mas eu não encontrei. No momento eu não tenho nenhum motivo que me faça ficar aqui e eu realmente acho que está na minha hora de ir pra casa.”
Claro que eu não fui tão direta – não sou boa com as palavras – mas ela entendeu e falou que estava tudo bem, que eu tinha que fazer o que era melhor pra mim!
Neste mesmo dia, entrei em contato com a minha agência, mandei todos meus documentos e formularios escolares, e agora está tudo certo!! Até meu vôo já está agendado!! =D saio daqui dia 15 de FEVEREIRO!!!

Desde a minha ultima conversa com a minha host, ela tem me tratado um pouco esquisito, e eu sei que ela não tem se empenhado tanto pra me fazer feliz como ela se empenhava antes!!… Eu estou tranquila e mais ansiosa do que nunca para ir pra casa!! Tenho curtido as minhas amiguinhas aqui da minha área o máximo que posso e tenho também curtido a minha REGIÃO de uma maneira que nunca tinha feito antes!!

Final do dia em Scarsdale...

Agora… respondendo a perguntinha do título deste post: A proxima vez que eu pisar o meu pézinho em um avião, a minha próxima parada será a MINHA CASA!!! =D Sim… 43 dias para estar no meu BRASIL ❤

+ aliviada

6 dez

Hoje fazem exatos 10 meses que saí do Brasil e, além da saudade estar gigante e zoar tudo aqui dentro, tenho carregado um sentimento “pesado” no meu coração: A dúvida entre estender ou não estender.

Hã três meses atrás, eu escrevi um post sobre esta grande decisão que toda au pair um dia tem que tomar na vida. No final das contas eu decidi ESTENDER por 6 meses! O tempo passou, muitas mudanças aconteceram, e agora é época de decidir novamente!

Cheguei na minha atual casa fazem exatamente três semanas e em +- dez dias tenho que dizer pra minha host mom se FICO ou se VAZO! A minha agência está me mandando emails do tipo “Atencão! Última chance para estender!!” e cada dia que passa fico com o coração mais apertado porque no fundo não queria ter que decidir isso, muito menos ter que contar pra minha família/namorado/amigos que vou FICAR, ou falar pra host family que estou VAZANDO!

Neste último fds que passou, eu decidi que queria conversar com a minha host mom antes de eu dar a resposta definitiva! Ela tem sido muito bacana comigo, tanto ela quanto o host dad! Eles são super sompreensivos e sempre tentam ver o meu lado da situação! Os meninos também são uns queridos e a cada dia tenho aprendido a gostar mais deles!… Não queria carregar o sentimento de que estou fazendo algo de ruim pra eles… tipo, eu sei que chegar na casa de uma família, passar por um tempo de adaptação, aprender os costumes, manias, regras, etc… nunca é fácil! Não é fácil pra au pair, muito menos pra host family! E passar por tudo isso, pra ter a au pair por apenas 3 meses… – querendo ou não – é sacanagem!

Por consideração a eles, resolvi conversar com a minha host mom e falar tudo o que estou sentindo! Como estava com medo de esquecer qualquer detalhe, escrevi uma cartinha soh pra ajudar a minha memória (que por sinal é BEM ruim). Saca só:

 

Eu tenho +- 10 dias para decidir se ficarei por aqui ou se voltarei para o Brasil. Eu sei, vejo e sinto que você e o Lee (host dad) tem feito o melhor pra me fazer feliz aqui! E eu realmente quero tentar ficar, mas até agora tenho sentido que não tenho muito o que fazer aqui. Além das várias horas off durante o dia, quando as kids então em casa, eu não tenho muito o que fazer! Os dias passam devagar e eu estou sempre entendiada.
Eu sou uma pessoa que gosta de manter-se ocupada e de sentir-se útil… e o fato de não ter muito o que fazer tem me feito pensar muito em minha família, amigos e namorado! Estou com mais saudades do que nunca e também penso na vida que tenho que continuar no Brasil (estudando e trabalhando).
Por isso, quero te perguntar se você tem algum conselho… o que as outras au pairs normalmente faziam para se manterem ocupadas* aqui? (traduzindo*: FELIZES)

Estava com medo, mas graças a Deus, consegui falar tudo isso pra ela hoje… até uma pouquinho mais! Ela foi SUPER compreensiva! Me deu uns conselhos legais e falou que é pra eu pensar em MIM e tomar a decisão certa..! Eu ainda não estou acreditando que a a nossa conversa foi tão tranquila e positiva!!… Ela não gritou ou mandou eu sair de casa – hahaha, como eu estava imaginando!

O Deus, obrigada!!… Estou com o coração BEM mais aliviado!!…

Agora…??? Só preciso decidir!!…

“O homem faz planos, mas a resposta certa vem dos lábios do Senhor.” – Prov. 16:1

“Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração.” – Col. 3:15